Veja onde e como obter financiamento de automóveis sem dar entrada

Para aqueles que não têm fundos instantâneos para realizar seus sonhos, você pode optar por não pagar a entrada de um empréstimo de carro. No entanto, observe que o pagamento em prestações pode ser mais caro e as taxas de juros, mais altas.

Portanto, essa alternativa requer um plano financeiro bem estruturado para que você possa pagar todas as parcelas em dia.

No entanto, nem todos têm esse privilégio. Para autorizar o financiamento de automóveis sem entrada, as instituições financeiras realizarão análises de crédito mais rigorosas.

Onde posso obter financiamento de automóveis sem dar entrada?

1)    Loja ou concessionária de carros usados

Em comparação com os bancos tradicionais, é mais fácil financiar carros sem entrar em uma loja de carros usados. Isso ocorre porque é mais difícil avaliar um carro ao comprar um carro usado.

Para viabilizar o financiamento, a loja utiliza a diferença do valor residual reportado (como se fosse o valor da entrada) para entregar ao banco um valor superior ao que indica a avaliação de mercado.

2)    Banco

Para quem pretende comprar um carro novo, a melhor opção é buscar financiamento no banco.

No entanto, esse processo pode ser um pouco burocrático, porque a parte interessada deve atender aos requisitos de credit scoring, e os requisitos de credit scoring variam de banco para banco.

A razão para essa avaliação de pontuação é que os bancos precisam estar cientes de possíveis perdas devido à inadimplência. Portanto, a realização de análises de financiamento sem investimento acabará por liberar crédito com mais cautela.

A principal forma de obter um empréstimo de carro

1- Locação

Desta forma, também é possível fazer um empréstimo de carro sem entrar. Porém, no contrato de locação, o carro permanecerá com o nome da instituição financeira até o pagamento integral.

Em outras palavras, o parcelamento é como o aluguel. Só depois de pagas todas as despesas o veículo será seu.

Portanto, para quem gosta de trocar de carro a cada ano, o leasing não é viável. Além disso, se você não puder arcar com o custo do parcelamento e da inadimplência, o banco irá recuperar os ativos e você perderá todo o dinheiro que pagou por ele.

É por isso que as taxas de aluguel são mais atraentes. O fato de não ser cobrado IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) também reduz o valor do carro.

2- Consórcio

Em um consórcio, você também pode fazer um empréstimo de carro sem entrar, mas você não pode garantir que terá as chaves do imóvel após a assinatura do contrato.

Em um consórcio, um grupo de pessoas se reúne e cada pessoa paga uma parcela mensal de um fundo de investimento. O valor do fundo financiará a compra de automóveis por todos os integrantes do grupo.

3- Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

Esta é a categoria mais comum na compra de um carro financiado. Funciona assim: a instituição financeira libera o preço total da commodity à vista, e o consumidor repaga o valor ao banco em prestações e acrescenta juros – como um empréstimo.