Confira como fazer um financiamento de carro

Ao considerar a compra de um carro, um dos primeiros métodos de busca é o financiamento. Por meio dele, a pessoa pode comprar um veículo com rapidez e segurança. O financiamento é diferente do consórcio por proporcionar a compra imediata do veículo. No consórcio é preciso esperar por um sorteio que permite a compra do carro pela carta de crédito.

Muitas pessoas que desejam financiar a compra de um carro não podem pagar a taxa de entrada exigida pelo banco.

O valor de entrada corresponde ao avanço no pagamento do valor do veículo desejado. É ele que é o responsável por diminuir o valor que será parcelado. Essa manobra favorece tanto os clientes, por não precisar pagar um valor acima da sua renda, quanto para o banco, que garante que o valor cedido para realizar a transação será pago.

Para não comprometer a renda do solicitante, os bancos exigem pelo menos 20% do valor total do veículo. No entanto, existem empresas de financiamento que possibilita uma entrada de 10% desse valor. Além disso, alguns nem mesmo exigem uma taxa de entrada, portanto, o financiamento pode ser feito sem entrar no mercado.

Tem como financiar sem entrada?

Esse método de financiamento é semelhante ao método de financiamento com entrada, mas o que mudou é a taxa cobrada pelo serviço. Essa entrada garante que o banco pagará o valor integralmente. Só que se você não der um valor antecipado terá que dividir o valor integral creditado. Nesse caso, o aumento da taxa de juros é inevitável. Pois ela garantirá que o valor seja pago integralmente.

Quais são as regras para financiar um carro?

Qualquer pessoa pode financiar, basta ter:

1. Idade mínima de 18 anos;

2. Comprovante renda fixa;

3. Comprovante de endereço;

4. Sem dívidas ativas no SPC e Serasa;

5. CNH.

Como funciona o parcelamento?

Para entender o parcelamento do financiamento de carro propomos que você leia o exemplo abaixo. Suponha que você queira comprar um carro do modelo Onix 2020. O preço de mercado deste carro é de R$ 48.490. Caso escolha dar 20% do valor total, a entrada ficaria em R$ 9.698. Nesse caso o valor que será parcelado é R$ 39.292.

Alguns bancos permitem que o cliente divida em até 60 vezes, mas é possível encontrar prazos maiores. Aqui em nosso exemplo explicaremos como ocorre no Banco do Brasil. Este banco permite parcelamento em até 60 vezes. Além disso, a taxa de juros é considerada a mais baixa do mercado e está em 1,19%. Fazendo as contas, cada parcela ficaria em R$ 908,26.

Agora é sua vez de pesquisar e fazer suas contas para conseguir realizar o parcelamento do financiamento do seu carro.


Receba mais informações gratuitamente