Turismo no espaço rural internacional

A revisão da literatura específica, o registro de casos e a mídia mostram que é inegável a influência europeia nos empreendimentos de turismo rural no Brasil. Por esse motivo, convém resgatar da literatura internacional de algumas ideias que nortearam os conceitos e o entendimento de outras manifestações do turismo no espaço moral brasileiro e que influíram nos tipos de turismo.

Turismo no Espaço Rural (TER) e Turismo nas Áreas Rurais (TAR) são expressões utilizadas, com frequência, em certos países da Europa e que, segundo alguns autores, são empregadas como sinônimo de Turismo Rural (TR). Nos Estados Unidos, conforme Page e Getz (1997), a expressão turismo rural, a qual foi adaptada da Comunidade Europeia, refere-se ao conjunto de atividades na área rural.

Ainda, conforme esses autores, caracteriza-se por ser uma expressão genérica que não considera o caráter próprio do meio rural. E o que se depreende, também, da obra de Gazes etal. (1990), que pesquisaram essa atividade na França. Eles entendem que turismo moral é qualquer forma de turismo no espaço rural.

Em outras palavras, turismo rural, nesse sentido amplo, consiste no aproveitamento turístico do conjunto de componentes existentes no espaço moral, incluindo aqueles basicamente rurais e culturais (sobretudo o patrimônio arquitetônico). Inclui, ainda, elementos da natureza e até mesmo outras formas de turismo alheias ao ambiente rural.

Na visão europeia, dominante em vários países, TER/TAR tem o mesmo significado e, algumas vezes, confundem-se com TR.

Graça (2001, p.38-40) destaca que a filosofia do TER europeu inspirou-se no modelo francês bem expresso no Manifeste de Turismo em Espaço Rural, publicado em 1972, um ano depois de ter sido criada a Association de Tourisme en Espace Rural – a primeira no gênero.