Descubra se você pode se aposentar com BPC

O benefício de prestação continuada é um auxílio assistencial concedido para pessoas que são de família de baixa renda. Essas pessoas recebem mensalmente um salário mínimo. Muitas pessoas costumam confundir esse benefício com aposentadoria. É de estar extrema ressaltar que esses dois tipos de renda não possuem correlação. Trazemos aqui os pontos fundamentais que auxiliam na diferenciação do BPC e da aposentadoria. Continue conosco!

 Quais são os requisitos básicos da aposentadoria?

A aposentadoria é o momento mais esperado por todos os trabalhadores. Significa que trabalhador cumpriu seu tempo mínimo de contribuição para a Previdência Social. Para conseguir se aposentar, o trabalhador nesse necessita cumprir os requisitos básicos da aposentadoria.

A primeira regra é em relação à idade. Para que seja possível dar entrada no processo de aposentadoria o trabalhador precisa ter 65 anos (se for homem) e 62 anos (se for mulher). Outro quesito importante em relação ao tempo de contribuição. Atualmente pessoas de ambos os sexos precisam ter, pelo menos, 20 anos de contribuição para conseguir dar entrada na aposentadoria.

O aposentado possui algum benefício?

Os aposentados possuem direito a receber o décimo terceiro salário e a pensão por morte.  Além disso os aposentados, assim como todos os idosos, podem ter descontos em entradas de shows e teatros, além de ter assento prioritário nos transportes públicos ou privados. 

O BPC é um tipo de aposentadoria?

 Não. Embora este benefício seja direcionado também para pessoas idosas, ele não é um tipo de aposentadoria. Aliás esta é uma confusão comum feita entre os brasileiros.  O BPC é um benefício assistencial. Ele é destinado para pessoas de baixa renda. Por conta disso, pessoas que nunca contribuíram para a Previdência Social podem solicitá-lo.

Qual a diferença entre o BPC e aposentadoria?

A diferença é bem simples: o BPC não dá ao beneficiário o direito de receber o 13º salário e nem a pensão por morte, pois ele não é vitalício e nem pode ser acumulado. Outra diferença marcante é que não é necessário que o requerente tenha contribuído para a Previdência Social.

Quem tem direito ao BPC?

Pessoas com deficiência de qualquer idade, desde que apresente laudo médico atestando a sua deficiência, e pessoas idosas com idade maior que 65 anos. Essas pessoas precisam provar que são de baixa renda. Nesse sentido, além de apresentar o comprovante de renda próprio e o da família, é necessário que o requerente esteja inscrito no Cadastro Único dos Programas do Governo Federal (CadÚnico).