Cataratas do Iguaçu, uma garganta em forma de ferradura

Sobre a extremidade sul do planalto do Paraná. Ilhas cobertas de árvores e afloramentos rochosos separam mais de 275 cascatas individuais, que se precipitam na vertical ou em plataformas nas paredes da garganta. O estrondo da água pode ser ouvido ao longe.

A queda mais alta é Salto Unión, que se lança da garganta do Diabo, um abismo profundo onde o rio atravessa uma falha geológica. Os visitantes podem entrar na água usando botes ou, no lado brasileiro, fazer um passeio de helicóptero que proporciona uma vista deslumbrante das cataratas e da garganta.

Passagens e pontes no lado argentino permitem apreciar campos de bambus, palmeiras, lianas e orquídeas silvestres. Árvores ornadas de samambaias, líquenes e bromeliáceas estão decoradas com ninhos das aves canoras locais. Bandos de andorinhões revolteiam e mergulham para seus ninhos, situados por detrás das cortinas de água, enquanto, ao longe, se ouvem os chamados dos bugios. 

Pantanos de Ibera

Um exuberante mosaico de prados verdejantes, charcos e brejos: eis os labirínticos pântanos de Iberá, no nordeste da Argentina, um mundo alagado e pratica- mente inacessível, habitat de espécies raras e ameaçadas, como anacondas gigantes, lobos e cervos-do-pantanal – que têm patas com membranas interdigitais que os impedem de afundar no solo macio.

O pântano possui também um dos mais raros ecossistemas da Terra: lagoas profundas com ilhas flutuantes, chamadas embalsados, ou “terras represadas”, que sobem e descem de acordo com o nível da água. Formadas pelo entrelaçamento das plantas aquáticas, essas plataformas podem atingir mais de 3m de espessura e suportam arvores de grande porte.

Esse habitat único e isolado abriga duas espécies de caimões, mais de 80 de peixes e centenas de espécies de aves. Segunda maior zona pantanosa da América do Sul – atrás apenas do Pantanal brasileiro -, o Iberá ocupa uma área maior que a da Jamaica. Uma nova barragem no rio Paraná fez com que o nível da água subisse, ameaçando transformar o pântano num lago. O governo argentino está trabalhando com grupos de preservação para impedir um desastre ecológico.